Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  Instituto Pedro N...
Notícias - Histórico
 
  Aceleradora   Bolsas & Empregos IPN   Formação  
  Geral   Incentivos   Incubadora   Laboratórios de I&DT   Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
 
Instituto Pedro Nunes e Universidade de Coimbra vão ser parceiros do projecto que Oliveira do Hospital quer pôr em prática
 
A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital acaba de aprovar a criação de uma nova associação, designada por Plataforma de Desenvolvimento da Região Interior Centro, cujo objectivo é a promoção de um novo modelo de desenvolvimento económico para o concelho. A nova entidade terá como principais parceiros uma das melhores incubadoras do país e até à escala global – o Instituto Pedro Nunes – e a própria Universidade de Coimbra, que contribuirão, com a sua experiência na área da investigação e inovação tecnológica, para o projecto.

Para o presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, pretende-se que esta seja «o pontapé de saída» de uma «nova forma de ver o desenvolvimento do concelho», que quer menos dependente da indústria de confecções e mais virado para as empresas de base tecnológica. «Tenho uma grande esperança que esta Plataforma vá mexer muito com o concelho, porque terá técnicos de grande competência e de grande craveira», afirmou o autarca, acreditando no papel importante que a nova associação pode vir a desempenhar na promoção de «um tecido empresarial diferente», pois «todos sabemos o que se está a passar nos têxteis e o concelho precisa de empresas alternativas».

Além disso, «visamos um objectivo claro que é ir aos fundos comunitários», adiantou o edil oliveirense, que considera que com este projecto poder ainda resolver um outro problema “bicudo” do concelho que são as antigas instalações da Acibeira, em Lagares da Beira. Embora numa primeira fase a associação vá ficar instalada na Zona Industrial da cidade, a ideia do executivo camarário é recuperar, «por partes», a Acibeira, de modo a poder acolher os serviços da nova associação.

«Queremos que isto sirva de motor ao concelho, e isso também depende da nossa capacidade e das associações que conseguirmos arrastar», considerou Alexandrino, prometendo desta forma «ajudar a tirar o concelho da miséria em que se encontra», devido ao aumento exponencial do número de desempregados.
 
Inserido em 03-03-2010
Temas relacionados <Geral>  <Incentivos>  <Incubadora