Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  Investigador da F...
Notícias - Histórico
 
  Aceleradora   Bolsas & Empregos IPN   Formação  
  Geral   Incentivos   Incubadora   Laboratórios de I&DT   Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
 
Investigador da FCTUC recebe prémio europeu “EvoStar Award 2009”
 
O investigador da Universidade de Coimbra Ernesto Costa foi distinguido com o prémio europeu de carreira em computação evolucionária, uma área que procura solucionar problemas complexos inspirando-se nos comportamentos da natureza e dos organismos biológicos.
Atribuído pela terceira vez pela EvoStar, a Conferência Científica líder na Europa neste campo da ciência, o “EvoStar Award” reconhece, «não só a excelência de todo o percurso científico de investigadores, mas também o seu contributo para a afirmação desta área do conhecimento a nível mundial», revela uma nota da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC).
A computação evolucionária procura resolver problemas de grande complexidade e melhorar os programas de computadores, inspirando-se nas teorias de evolução das espécies de Charles Darwin e Gregor Mendel e nos comportamentos de animais, como as formigas ou abelhas, ou no desempenho do sistema imunitário, para extrair os seus princípios e transpô-los para programas de computadores.
«É na Natureza que encontramos as melhores soluções para os problemas mais críticos, porque os organismos, para conseguirem sobreviver, desenvolvem os mais espantosos mecanismos», explica.
Embora seja uma área de ciência fundamental, Ernesto Costa adiantou à Lusa que tem havido colaborações em aplicações, seja na química, em aparelhos de electrónica, na biologia e em diversas soluções empresariais.
Salienta que, com base nos princípios do sistema imunitário do organismo humano, foram já gerados algoritmos para criar filtros anti-spam, ou, na química, para encontrar a fórmula de um composto.
A “EvoStar Award” é para o investigador o reconhecimento de uma carreira de «dez ou doze anos» e «do trabalho de excelência do grupo» que fundou e coordena no Centro de Informática e Sistemas da Universidade de Coimbra (CISUC), o único existente em Portugal em Computação Evolucionária.
Apesar do reconhecimento internacional, Ernesto Costa lamentou que o mesmo não se passe a nível nacional, por ser «difícil vender esta área científica» a agências financeiras e à própria Fundação da Ciência e Tecnologia, apesar de a computação evolucionária ser «uma nova maneira de resolver problemas para a NASA, a Agência Espacial Europeia e para muitas empresas».
Na Conferência Científica EvoStar, onde foi galardoado Ernesto Costa, foram também atribuídos prémios para as melhores comunicações às investigadoras Sara Silva e Anabela Simões, que se juntam a mais dois do género atribuídos anteriormente a membros do seu grupo, a testemunhar o «reconhecimento internacional da excelência da investigação desenvolvida no CISUC».

Fonte: Diário de Coimbra
 
Inserido em 28-04-2009
Temas relacionados <Geral>  <Prémios