Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  Projecto CityMoti...
Notícias - Histórico
 
  Aceleradora   Bolsas & Empregos IPN   Formação  
  Geral   Incentivos   Incubadora   Laboratórios de I&DT   Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
 
Projecto CityMotion - Investigadores portugueses querem revolucionar mobilidade urbana
 
Cientistas da FCTUC unem esforços com o MIT para mudar radicalmente a forma como nos movemos nas grandes metrópoles.

Quem vive numa cidade de grande dimensão já conhece o cenário. Filas de trânsito intermináveis, multidões que se deslocam de um lado para o outro, transportes públicos que não chegam à hora que deviam chegar, estradas em obras para aumentar a ansiedade. Foi a pensar nesta realidade que uma equipa internacional coordenada por Carlos Lisboa Bento, investigador da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), está a desenvolver um projecto que promete revolucionar a forma como nos deslocamos nas grandes cidades.

Integrado no programa MIT-Portugal e baptizado CityMotion, o projecto pretende desenvolver um sistema dinâmico que integre dados heterogéneos relacionados com a mobilidade dos cidadãos, que actualmente se encontram dispersos por diversas fontes: operadoras de telemóveis, entidades gestoras das redes de transportes públicos, autarquias, etc. Por exemplo, dados anónimos sobre a utilização da rede de telemóvel serão usados para fornecer informações, em tempo real, sobre a concentração de pessoas nos espaços públicos.
Mais rápido, mais barato, mais amigo do ambiente e mais seguro

A primeira ferramenta a ser desenvolvida será um planeador de rotas que qualquer cidadão poderá utilizar para escolher o trajecto mais rápido, mais barato ou mais amigo do ambiente. A grande vantagem do sistema, explica Carlos Bento, está no facto de a sugestão que é feita ao utilizador utilizar dados que são recolhidos em tempo real sobre o tráfego automóvel, mas, ao mesmo tempo, "conjugar essa informação com a da rede de transportes públicos, permitindo eleger aquela que é, de facto, a melhor opção".

Se, num dia, a melhor rota pode implicar apanhar um autocarro porque a manutenção numa linha de metro está a atrasar a circulação, noutro a melhor opção pode ser deslocar-se a pé porque uma manifestação obrigou ao encerramentos de algumas vias. Para além disso, nota o investigador, o sistema não só fomenta a mobilidade como "promove a consciência ambiental" do cidadão, já que são fornecidos dados que lhe permitem minimizar o impacto ambiental da sua viagem.

Outras variáveis, como a segurança, não foram esquecidas. O sistema avisará também o utilizador sobre zonas que deverá evitar, como, por exemplo, aquelas que estejam associadas à ocorrência de acções de 'carjacking'.

Numa primeira fase, o utilizador poderá aceder à informação através da Internet, mas o objectivo da equipa é que, no futuro, esta também possa estar disponível nos sistemas de navegação dos automóveis, nos telemóveis e até em mobiliário urbano interactivo.

Igualmente previsto está o desenvolvimento de um sistema de apoio ao decisor político que reflita a dinâmica diária da cidade, para que, caso seja necessário, possam ser adoptadas medidas de prevenção ou correcção que favoreçam uma melhor mobilidade.
Porto e Lisboa serão cidades-piloto

Porto e Lisboa serão as primeiras cidades onde o projecto será testado. Ainda não existe uma data concreta para o arranque dos projectos-piloto, mas é certo que isso acontecerá durante os próximos dois anos.

O CityMotion foi inicialmente idealizado pelo investigador da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) Francisco Câmara Pereira. Actualmente envolve uma dezena de investigadores - cinco portugueses (além da FCTUC, também da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e do Instituto Superior Técnico) e cinco do MIT - apoiados por mais de uma dezena alunos de doutoramento. Em 2007, foi integrado no programa MIT-Portugal, lançado em 2006 pelo Governo português para promover o intercâmbio de experiências entre instituições nacionais e a mais famosa escola de engenharia do mundo.

Fonte: Expresso

 
Inserido em 19-11-2008
Temas relacionados <Geral