Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  Alunos universitá...
Notícias - Histórico
 
  Aceleradora   Bolsas & Empregos IPN   Formação  
  Geral   Incentivos   Incubadora   Laboratórios de I&DT   Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
 
Alunos universitários de Coimbra criam jogo matemático para crianças
 
Alunos da Universidade de Coimbra criaram um jogo matemático original, testado com crianças hospitalizadas, que desafia à resolução de enigmas e obstáculos ao conhecimento e se destina especialmente a alunos do 2º ciclo.

O "Zéfiro Explorador" nasceu a partir do projecto "ciência nos hospitais", financiado pelo programa Ciência Viva, que, nos últimos dois anos, permitiu a crianças internadas no Hospital Pediátrico de Coimbra (HPC) "aprender a brincar", com o apoio de alunos da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC).

É uma mistura de "Jogo da Glória e Trivial Pursuit", podendo ser usado por crianças dos oito aos 15 anos, embora, a sua utilização plena se destine mais a alunos do 2º ciclo.

"Estamos em fase de protótipo, o objectivo é que o jogo venha a ser comercializado, a preços acessíveis", disse hoje à Lusa o matemático Adérito Araújo, coordenador do projecto, sublinhando que a comercialização dependerá dos patrocínios angariados.

O Zéfiro é um jovem muito curioso que nunca recusa um desafio e, ao encontrar um antigo mapa, inicia uma longa aventura para explorar os mundos matemáticos: geometria, astronomia, aritmética, fracções, pesos e medidas.

Numa centena de cartas, o jogo contém cerca de 600 perguntas, curiosidades e desafios que exigem raciocínio matemático, com diferentes graus de dificuldade.

Engloba ainda um tabuleiro, "maleável e lavável", que simboliza um mapa, seis peões e um dado, e é armazenado num tubo.

"Jogos onde haja desafios de matemática não conheço muitos. Este, tanto pode ser usado como um jogo da Glória, de avançar ou recuar, como um trivial, se a opção for responder aos desafios matemáticos", afirmou Adérito ARaújo, realçando o facto de ter sido criado num projecto pioneiro -- "ciência nos hospitais".

O jogo será avaliado ao longo deste ano lectivo em contexto escolar, na escola Cesário Verde, em Lisboa, e em contexto hospitalar, no Hospital Pediátrico de Coimbra.

Terá o seu primeiro grande teste no próximo dia 18, no arranque de mais uma edição das actividades matemáticas da FCTUC, dirigidas a crianças a partir dos sete anos.

"Este jogo, além do aspecto lúdico, pode ter a vantagem de ser usado em contexto escolar e o objectivo é que seja usado pelas crianças sem acompanhamento de adultos", disse.

Na criação do jogo estiveram envolvidos alunos da FCTUC, apoiados por dois matemáticos. Contribuíram também educadores e enfermeiros do HPC.

Fonte: Lusa (http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/753bdeb0963a36a86012da.html)
 
Inserido em 15-10-2008
Temas relacionados <Geral