Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  Coimbra: Universi...
Notícias - Histórico
 
  Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
  Aceleradora   Bolsas & Empregos IPN   Formação   Geral   Incentivos   Incubadora   Laboratórios de I&DT  
 
Coimbra: Universidade é a melhor do país em ranking mundial
 
O vice-reitor da Universidade de Coimbra (UC) Pedro Saraiva congratulou-se hoje com o facto de a instituição ser considerada a melhor a nível nacional no ranking mundial THES-QS, publicado pelo The Times.
«É o reconhecimento do esforço desenvolvido sermos, pela segunda vez consecutiva, a universidade mais cotada do universo nacional», disse o catedrático à agência Lusa.

Relativo a 2007, o ranking THES-QS, divulgado recentemente pelo Times Higher Education Supplement, coloca a UC como a quarta melhor universidade da Península Ibérica e a terceira melhor do mundo lusófono.

Na classificação de 2006, a Universidade de Coimbra foi considerada também a melhor dos países de língua portuguesa, sendo ultrapassada este ano pelas congéneres brasileiras de São Paulo e Campinas.

Pedro Saraiva desvaloriza esta descida, atribuindo-a a alterações nos critérios de avaliação.

«Não dou uma importância excessiva a mudanças de um ano para o outro», disse o vice-reitor, adiantando que «as evoluções no contexto universitário não são de curto prazo».

Universidades do mundo anglo-saxónico estão no topo do THES-QS World Universities Rankings 2007, arrebatando os 16 primeiros lugares da classificação, com Harvard (EUA), Cambridge (Reino Unido), Yale (EUA) e Oxford (Reino Unido) à cabeça.

No ranking de 500 instituições, a UC surge na 319ª posição, seguida da Universidade Nova de Lisboa (no 341º lugar) e da Católica.

Em termos europeus, a mais antiga universidade portuguesa ocupa a 153ª posição.

Ao surgirem de «uma entidade idónea internacional», os resultados assumem, para Pedro Saraiva, «uma dupla face»: «Por um lado são o reconhecimento do esforço desenvolvido, por outro representam um acréscimo de responsabilidade, para darmos o nosso melhor nas várias frentes de cumprimento da missão universitária».

Segundo Pedro Saraiva, a aposta da UC na internacionalização, com a captação de estudantes estrangeiros, na produção científica, na aproximação ao tecido económico e na adaptação ao Processo de Bolonha são factores que contribuem para a boa classificação da instituição.

Diário Digital / Lusa

 
Inserido em 25-11-2007
Temas relacionados <Formação>  <Geral>  <Notas de Imprensa