Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  Primeiro-ministro...
Notícias - Histórico
 
  Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
  Aceleradora   Bolsas & Empregos IPN   Formação   Geral   Incentivos   Incubadora   Laboratórios de I&DT  
 
Primeiro-ministro visitou IPN e Critical Software no âmbito da Agenda Mais Crescimento
 
O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, acompanhou hoje a visita do primeiro-ministro, António Costa, ao Instituto Pedro Nunes (IPN) e à Critical Software, realizada no âmbito da iniciativa “Agenda Mais Crescimento”, dedicada ao relançamento da Economia portuguesa e à promoção do investimento.

Manuel Machado agradeceu a António Costa a escolha de Coimbra para a sua segunda visita no âmbito da “Agenda Mais Crescimento”, enalteceu a importância e o privilégio de Coimbra ter o IPN, que afirmou ser “o mais importante centro desta natureza que há no país”, e também a Critical Software, que, sublinhou, “tem ajudado a valorizar Coimbra de um modo muito significativo”.

“Quero saudar o primeiro-ministro pela escolha que fez da nossa cidade para integrar o segundo dia da ‘Agenda Mais Crescimento’, uma iniciativa importantíssima promovida pelo Governo. E faço-o na qualidade de presidente da Câmara Municipal de Coimbra e também de cidadão”, começou por afirmar Manuel Machado. “Tive o privilégio de ser cofundador, há 25 anos, desta inacreditável aventura, quando o IPN estava a arrancar do chão. E é notável podermos estar aqui hoje a visitar e divulgar a criatividade, o empreendedorismo e a energia positiva que aqui se observa”, realçou.

“Sem falsa modéstia, senhor primeiro-ministro, penso que este é o mais importante centro desta natureza que há no país. E merece o reconhecimento. Tenho a certeza que vai ser mais estimulado ainda depois da sua visita, da vossa visita”, referiu Manuel Machado, dirigindo-se à comitiva do Governo, composta também pelo ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e pela secretária de Estado da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, Maria Fernanda Rollo. “O apoio que tem sido dado pelos fundos europeus também tem sido muito importante. E, aqui, a garantia que podemos dar é que será muito bem aplicado todo o financiamento”, acrescentou o presidente da CMC, para uma plateia atenta, onde se encontrava também a presidente da CCDRC, Ana Abrunhosa, entre muitas outras personalidades.

O primeiro-ministro discursou a seguir à presidente do IPN, Teresa Mendes, apresentar a incubadora e aceleradora de empresas. António Costa realçou o “trabalho extraordinário” que está a ser realizado no IPN, lembrou algumas medidas prioritárias que o Governo está a ser desenvolver nesta área, tais como “o estabelecimento de uma rede entre as 60 incubadoras existentes no país, de forma a serem criadas sinergias”, e terminou o discurso elogiando a cidade. “Coimbra é um segredo bem escondido, que precisa de ser divulgado. Porque Coimbra tem muito mais encanto na hora da descoberta”, referiu, aplaudindo o trabalho da Universidade de Coimbra (representada pelo seu reitor, João Gabriel Silva), do IPN e também da CMC. “Parabéns pela excelente cidade que tem”, concluiu, dirigindo-se ao presidente da CMC.

Antes dos discursos, a comitiva visitou o espaço da incubadora e aceleradora de empresas do IPN, em particular o seu laboratório de ensaios, o LED&MAT, a Perceive 3D, S.A, uma empresa incubada no IPN, de desenvolvimento de software de imagem em tempo real, e a Take The Wind, esta já na área de aceleração, e dedicada ao desenvolvimento de novas interfaces de comunicação e aprendizagem na área das ciências da vida, desenvolvendo ainda software para treino e simulação médica.

Depois da visita ao IPN, o presidente da CMC acompanhou ainda o primeiro-ministro e a sua comitiva numa visita à Critical Software. “Quero saudar todos os que, ao longo deste tempo, têm sido empreendedores e têm tido excelentes resultados na sua atividade económica e empresarial, têm ajudado a valorizar Coimbra de um modo muito significativo”, afirmou, num elogio à empresa. “Quero ainda dizer aos trabalhadores da Critical Software que nós, em Coimbra, temos um enorme orgulho no vosso trabalho e agradecemos o que têm feito, ao servirem de alavanca e de força motriz para outras empresas inovadoras arriscarem, empreenderem e se realizarem”, concluiu Manuel Machado.

Já o primeiro-ministro teceu os maiores elogios à Critical Software, empresa que conhece bem, assim como ao seu CEO, Gonçalo Quadros, do tempo em que era ministro de Estado e da Administração Interna, em 2006. “Devo à Critical Software um dos momentos em que tive maior orgulho em ser português”, afirmou António Costa, contando como a Critical Software desenvolveu o sistema "SISone4all" e possibilitou, assim, resolver um problema de falta de solução tecnológica, permitindo que, em dezembro de 2006, o Espaço Schengen de livre circulação de pessoas e bens fosse alargado aos países que aderiram à União Europeia em 2004 (com exceção do Chipre): República Checa, Estónia, Hungria, Letónia, Lituânia, Malta, Polónia, Eslováquia e Eslovénia.

Recorde-se que esta é a segunda visita do primeiro-ministro, António Costa, no âmbito da iniciativa “Agenda Mais Crescimento”. A primeira foi à fábrica da Renault, em Cacia. Uma iniciativa que pretende aproximar o Governo do meio empresarial, promovendo o contato direto do primeiro-ministro com as empresas ao longo dos próximos meses, para que possa estabelecer uma relação mais próxima com os empresários e conhecer as suas necessidades. Um périplo que envolverá a participação de diversos departamentos governamentais, nomeadamente do Ministério da Economia, e que visa dar um novo impulso à promoção dos produtos e serviços nacionais, quer ao nível do financiamento e investimento, quer ao nível da inovação, empreendedorismo e competitividade.

Notícia e fotografias disponíveis em www.cm.coimbra.pt.

 
Inserido em 28-11-2016
Temas relacionados <Aceleradora>  <Formação>  <Geral>  <Incubadora>  <Laboratórios de I&DT>  <Notas de Imprensa>  <Transf. Tecnologia e PI