Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  UP Magazine - IPN...
Notícias - Histórico
 
  Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
  Aceleradora   Bolsas & Empregos IPN   Formação   Geral   Incentivos   Incubadora   Laboratórios de I&DT  
 
UP Magazine - IPN na linha da frente da inovação e do empreendedorismo
 
A edição de outubro da revista UP Magazine, a revista a bordo da TAP Portugal, tem como tema Portugal High Tech.
O artigo Portugal Connected, destaca o empreendedorismo e a ciência presentes no Instituto Pedro Nunes (IPN).

O artigo está disponível neste link do site da UP Magazine e no anexo a esta notícia.



No artigo, os projetos empresariais inovadores em destque são as empresas incubadas Active Aerogels, CoolFarm, doDOC, Friday, iClio/Jitt.travel e Perceive3d.

Da aceleradora de empresas, que atua a jusante da incubadora, dando resposta a necessidades específicas de empresas em estado de desenvolvimento mais avançado, são destacadas a Feedzai e e Take The Wind.

O IPN, atrvés dos seus seis laboratórios de investigação e desenvolvimento tecnológico, participa em inúmeros projetos europeus e nacionais, determinantes para o aumento da inovação e competitividade nas empresas parceiras. Também no artigo houve referências a alguns destes projetos:



Iceclay- Highly efficient production of ultra-lightweight clay-aerogel materials and their integrated composites for building insulation
Financiado pelo 7º Programa Quadro da EU, é liderado pela empresa incubada no IPN, Active Aerogels, em colaboração com o IPN.
No projeto foi desenvolvida uma nova geração de materiais/produtos especialmente dedicados para soluções construtivas de elevada eficiência energética, capazes de garantir um elevado isolamento térmico recorrendo a espessuras reduzidas, funcionando assim como uma alternativa de baixo custo face aos materiais de alto desempenho utilizados habitualmente em aplicações espaciais.
Em termos técnicos, o ICECLAY é um aerogel nano-estruturado e ultra-leve, desenvolvido através do uso de argilas especiais, água e polímeros ambientalmente amigáveis e de baixo custo, produzido mediante um processo de secagem criogénica inovador para o sector.
https://www.ipn.pt/laboratorio/LEDMAT/projecto/32



TurnCoat - Temperature Sensor Coatings for Smart Machining Tools
Os processos de corte por arranque de apara, típicos da indústria metalo-mecânica, são geradores de grande quantidade de energia térmica, traduzida em aquecimento das ferramentas (brocas, fresas, etc.) o que condiciona fortemente a sua operação/duração e compromete frequentemente a qualidade dos produtos.
Este projeto pretendeu dar resposta ao problema de avaliar eficazmente a temperatura nas zonas críticas das ferramentas (superfície da aresta de corte) de forma a conseguir utilizar essa informação para de forma interactiva controlar os parâmetros de corte das máquinas-ferramenta e consequentemente toda a operação de maquinação.
A aproximação preconizada para dar resposta ao problema, consiste na construção de um sistema sensorial constituído por um filme fino (revestimento) de características cerâmicas, similar ao já existentes nas ferramentas para protecção contra o desgaste, composto por múltiplas camadas mas espessura inferior a 3 mícrons e tendo capacidade de aferir a temperatura na extremidade da ferramenta para gamas entre os 300°C e os 800°C.
O sinal eléctrico recolhido é processado e enviado para uma unidade de controlo por um sistema wireless desenvolvido especificamente para o Turncoat, permitindo a interação com as máquinas ferramenta e a monitorização contínua da temperatura em tempo real. Com este sistema todo o processo se torna mais estável, permitindo assegurar maior qualidade dos produtos produzidos e maior eficiência das ferramentas de corte através do incremento da sua vida útil.
O projecto é financiado pelo 7º Programa Quadro da EU e liderado pela empresa TeandM, em colaboração com o IPN.
https://www.ipn.pt/laboratorio/LEDMAT/projecto/34



CogniWin - Cognitive Support for older adults at work
É um projeto Europeu do programa AAL (ACTIVE AND ASSISTED LIVING | ICT for ageing well), que pretende fornecer uma resposta aos desafios dos adultos mais velhos no local de trabalho, fornecendo um sistema inovador e personalizado que os irá motivar a uma vida ativa mais longa e produtiva em ambientes de trabalho computorizados.
A solução melhora a eficiência e a eficácia dos adultos mais velhos no trabalho através de diversos componentes de software (assistente de tarefas, assistente de bem-estar) e dispositivos (rato inteligente com sensores, sistema de seguimento do olhar).
O sistema ajuda os adultos mais velhos a superar as eventuais dificuldades relacionadas com a diminuição gradual da sua memória e das capacidades cognitivas.
Ao mesmo tempo, o sistema CogniWin contribui para que estes aumentem as suas potencialidades de aprendizagem, resultando numa melhor aceitação da mudança organizacional e da infra-estrutura.
https://www.ipn.pt/laboratorio/LAS/projecto/30



InovWine - Inovação no setor do vinho e da vinha
O sistema Inovwine é composto por um sistema de controlo, monitorização e análise detalhada de fatores bióticos e abióticos (por exemplo, temperatura do ar, humidade do ar e do solo, precipitação) associados à vinha, que permite detetar riscos, alertar os produtores e prevenir o aparecimento de fitopatologias (por exemplo, risco de míldio, risco de podridão negra, risco de geada).
Os fatores abióticos são recolhidos por redes de sensores sem fios (RSSF), instaladas de acordo com as especificidades de cada vinha: dimensão, declives, exposição solar.
Os fatores bióticos, bem como intervenções e eventos da vinha, poderão ser registados pelo produtor através de uma aplicação móvel, para utilização nas vinhas, ou através do sistema de informação.
É também através destas duas ferramentas que o produtor pode receber alertas gerados por algoritmos de análise de dados e visualizar dados abióticos nas diversas zonas da sua vinha.
O sistema visa auxiliar a tomada de decisão dos produtores permitindo otimizar a produção das vinhas através da identificação de pontos de maior risco de doenças e/ou pragas, da deteção de necessidades de tratamento e operação e do acesso a um histórico temporal do território administrado.
A rede de sensores sem fios desenvolvida no âmbito deste projeto, que se encontra em fase de transferência de tecnologia para o tecido empresarial, será customizada de acordo com as características da cultura do kiwi, e utilizada como ferramenta de monitorização de dados abióticos no novo projeto InovKiwi.
https://www.ipn.pt/laboratorio/LIS/projecto/10



MOVE
O MOVE é um veículo elétrico sem condutor vocacionado para o transporte de pequenos grupos (até 6 pessoas na versão base) em percursos dedicados, isentos de tráfego automóvel mas não pedonal, inseridos em áreas vedadas de instituições de cariz variado: campus universitários, sistemas hospitalares, conjuntos turísticos, parques temáticos, complexos empresariais entre outros.
Em 2015, na sequência da transferência de tecnologia do sistema MOVE para a empresa TULA, uma nova versão foi desenvolvida e instalada no Resort Deltapark, na Suíça, proporcionando o transporte dos seus hóspedes de forma cómoda entre os edifícios do hotel, em qualquer situação meteorológica.
http://www.tula-labs.com/



SOUL-FI - Startups Optimizing Urban Life with Future Internet
É um programa de aceleração coordenado pelo IPN, que apoia o desenvolvimento de soluções inovadoras baseadas na tecnologia FIWARE, uma plataforma inovadora que permite a criação e distribuição de aplicações e serviços web em grande escala de forma fácil e de baixo custo.
Através da aplicação da tecnologia FIWARE, a Comissão Europeia disponibilizou um total de 80 milhões de euros em financiamentos, dirigidos a empreendedores, startups e pequenas e médias empresas que desenvolvem novas aplicações ou serviços no domínio da web.
O SOUl-FI financiou 134 startups e PME de 17 países.
https://www.ipn.pt/laboratorio/LIS/projecto/7
 
Inserido em 12-10-2016
Temas relacionados <Aceleradora>  <Geral>  <Incubadora>  <Laboratórios de I&DT>  <Transf. Tecnologia e PI