Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  ineo Start'2016: ...
Notícias - Histórico
 
  Aceleradora   Bolsas & Empregos IPN   Formação  
  Geral   Incentivos   Incubadora   Laboratórios de I&DT   Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
 
ineo Start'2016: 14 startups e balanço positivo
 
Um ecossistema de inovação criador de mais empresas, mais riqueza e mais emprego em Coimbra




14 startups com tecnologias disruptivas testaram, durante um mês, o público-alvo, o modelo de negócio e a estratégia de entrada no mercado. No final apresentaram-se a potenciais investidores e parceiros. O balanço é muito positivo e o desafio pode agora passar por aumentar a escala e passar a ter duas edições da iniciativa por ano.


Entre 10 de fevereiro e 11 de março, o Instituto Pedro Nunes (IPN) acolheu várias propostas no programa de aceleração de tecnologias e ideias e negócios com mais tradição em Portugal: o ineo Start. Juntaram-se ideias e projetos com grande potencial a formadores, empresários e investidores. A sétima edição do ineo Start, uma iniciativa conjunta do IPN, Universidade de Coimbra (UC) e jeKnowledge – Júnior Empresa da Faculdade de Ciências e Tecnologias da UC, terminou com uma apresentação pública.

Com objetivo de apoiar a entrada no mercado de startups com tecnologias disruptivas e modelos de negócios diferenciadores, para a edição de 2016 do ineo Start foram escolhidas 14 equipas de setores que vão desde a Saúde à Educação, da Arquitetura e Construção a Transportes, do Gaming à Biotecnologia aplicada na Farmacologia e na Reprodução, entre outros. No Demo Day, que decorreu na tarde de 11 de março, cada um dos projetos participantes, perante uma plateia cheia, apresentou a sua proposta e respondeu às questões dos vários potenciais investidores e parceiros presentes, tais como a BusyAngels, FaberVentures, Portugal Ventures, ES Ventures, Caixa Capital, Beta Capital, Glintt, Sonae, José de Mello Saúde, IAPMEI e aCCDRC, entre muitos outros.

Carlos Cerqueira, coordenador do ineo Start, referiu na sessão de abertura do Demo Day o objetivo de com esta iniciativa conseguir “mais empresas, mais emprego e mais riqueza na região”. Os resultados comprovam-no, desde a primeira edição do ineo Start, em 2010, os 243 empreendedores, reunidos em 83 equipas, criaram 48 empresas, estando 42 ainda em atividade: uma taxa de sobrevivência de 88%.

E ainda faltam os dados dos que começam agora: alfred by wexcedo, Book in Loop, Brain PETfinder, Buyzzing, CogniWin, Fluidomica, LEDViser, mHealthDPP, MitoDIETS, pCPR, Pro-GenY, Sebastian Frank Games, Super Aid e TUU.

Sobre cada uma das equipas participantes no ineo Start 2016 encontra informação aqui.
 
Inserido em 16-03-2016
Temas relacionados <Geral>  <Incentivos>  <Notas de Imprensa>  <Prémios>  <Transf. Tecnologia e PI