Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  Inauguração do Te...
Notícias - Histórico
 
  Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
  Aceleradora   Bolsas & Empregos IPN   Formação   Geral   Incentivos   Incubadora   Laboratórios de I&DT  
 
Inauguração do TecBIS - Aceleradora de Empresas
 
O TecBIS - Technology.Business.Innovation.SustainableGrowth - Aceleradora de Empresas é a mais recente infraestrutura tecnológica de apoio empresarial do Instituto Pedro Nunes (IPN).
Visa dar resposta a necessidades específicas de empresas, de base tecnológica e inovadoras, de elevado potencial, em estado de desenvolvimento mais avançado, oferecendo um conjunto de serviços com o objetivo de potenciar as capacidades de internacionalização, a abertura ao mercado global e o aumento da intensidade tecnológica, nomeadamente através da facilitação da cooperação com o sistema científico e tecnológico.

No passado dia 6 de novembro, Carlos Moedas, Comissário Europeu da Investigação, Ciência e Inovação inaugurou os novos edifícios TecBIS – Aceleradora de Empresas, no âmbito do “Roteiro da Ciência”.

A inauguração foi antecedida de uma visita onde se deu a conhecer o IPN, apresentando as várias valências, desde a atividade de I&DT desenvolvida pelos laboratórios até à Incubação e Aceleração de Empresas.

Na visita aos laboratórios foi dado destaque aos projetos de I&DT desenvolvidos com empresas, sobretudo aqueles em que empresas portuguesas são líderes de consórcio, como é o caso do projeto ICECLAY (liderado pela empresa Active Aerogels, instalada na Incubadora do IPN) que trata da produção eficiente de aerogéis de argila ultraleves para o isolamento de edifícios ou do projeto VIP4ALL (liderado pela empresa Sofalca - Sociedade Central de Produtos de Cortiça), que envolve o desenvolvimento de nova geração de painéis de isolamento em vácuo (VIPs) “low cost” também para o mercado da construção.


Enquadrado numa outra tipologia de projeto, foi apresentado o SOUL-FI, projeto destinado a dinamizar e financiar PME e empreendedores que desenvolvam produtos/ serviços no domínio das cidades inteligentes utilizando a tecnologia FIWARE. A aceleradora SOUL-FI, liderada pelo IPN, engloba mais 5 parceiros de outros países europeus e já apoiou, desde o seu início, 114 empresas oriundas de 16 países diferentes (19 destas empresas são portuguesas).

Na visita à Incubadora de Empresas, testemunhou-se o ambiente dinâmico no apoio às 40 empresas em Incubação Física e 70 em Incubação Virtual. A comitiva teve oportunidade de visitar a LaserLeap (responsável pela introdução de uma tecnologia disruptiva a nível mundial para aplicação indolor, segura e eficaz de medicamentos e cosméticos através da pele), a Friday (criadora da casa flutuante e do primeiro submarino tripulado português para fins turísticos e de investigação) e a ActiveAerogels (que desenvolve materiais isolantes de alto desempenho para aplicações industriais e construção). A ActiveAerogels foi a primeira empresa a entrar no Centro de Incubação da Agência Espacial Europeia em Portugal - ESA BIC Portugal, coordenado pelo IPN, que conta já, no final do primeiro ano, com 6 empresas incubadas.


Ainda na Incubadora do IPN, houve uma visita à empresa iClio. O interesse do Comissário Europeu em visitar a iClio não foi alheio ao reconhecimento internacional do JiTT.Travel, que ainda recentemente foi distinguido pela Organização Mundial do Turismo das Nações Unidas como a melhor tecnologia móvel destinada a valorizar as experiências de turismo.

Na Aceleradora de Empresas decorreu uma visita às instalações e também a algumas empresas, em particular a Feedzai, especializada no processamento de dados em tempo real, desenvolve o software Pulse, cuja tecnologia é usada para prevenir e detetar situações de fraude em tempo real.

A inauguração dos novos edifícios TecBIS – Aceleradora de Empresas, teve lugar logo de seguida.
Com um investimento de aproximadamente 8 milhões de Euros numa infraestrutura destinada a empresas em estágio de desenvolvimento mais avançado, alcançou já, no primeiro ano de atividade, uma taxa de ocupação de aproximadamente 80%. Tem 4500m2 de área disponível para empresas, dividida por 2 edifícios. As 21 empresas atualmente instaladas no TecBIS congregam, no seu conjunto, mais de 500 colaboradores. Algumas empresas residentes são casos de sucesso bem conhecidos no cenário do empreendedorismo tecnológico nacional como a Feedzai, a ISA, a Take The Wind ou a Medicine One.

O momento do descerramento da placa comemorativa da inauguração dos edifícios foi testemunhado por inúmeros convidados que de seguida assistiram à cerimónia de inauguração.



Durante a cerimónia de inauguração foi apresentado um vídeo relativo ao TecBIS – Aceleradora de Empresas, seguido de alocuções de Teresa Mendes, Presidente da Direção do IPN; Carlos Moedas, Comissário Europeu e João Gabriel Silva, Reitor da Universidade de Coimbra.


 
Inserido em 11-11-2015
Temas relacionados <Aceleradora>  <Geral>  <Incubadora