Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  Sensing Future in...
Notícias - Histórico
 
  Aceleradora   Bolsas & Empregos IPN   Formação  
  Geral   Incentivos   Incubadora   Laboratórios de I&DT   Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
 
Sensing Future integra projeto europeu de excelência no Horizonte 2020
 
A Sensing Future Technologies, empresa incubada no Instituto Pedro Nunes, integra um consórcio de excelência de um projecto europeu do novo programa comunitário Horizonte 2020.



Trata-se de um projeto ambicioso que promete fornecer aos amputados próteses otimizadas e que podem ser concebidas e fabricadas num curto espaço de tempo. "O grande objetivo é tornar a prótese mais confortável para o amputado e diminuir o tempo de fabrico", disse à agência Lusa Carlos Alcobia, docente do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra e um dos fundadores da empresa.

Nesta tecnologia pretende-se integrar diversos micro sensores numa meia, que ajudará o profissional protético a desenhar e conceber rapidamente próteses para membros inferiores amputados. Através destes sensores espera-se recolher uma quantidade abrangente de dados do utilizador durante as suas atividades de rotina. Esses dados irão depois ser utilizados para a otimização e concepção 3D da prótese, que poderá ser fabricada numa máquina de prototipagem rápida.

Apoiado pela Comissão Europeia com quatro milhões de euros, o consórcio é composto pela startup Sensing Future Technologies e pelos parceiros Innora (Grécia), Fondazione de Bruno Kessler (Itália), Veneto Nanotech SCPA (Itália), Polkom Badania SP ZOO (Polónia), University of Surrey (Reino Unido), Hugh Steeper Limited (Reino Unido) e TWI (Reino Unido), como líder de consórcio.


A Rádio Universidade de Coimbra conversou com o CEO, Carlos Alcobia, sobre o projecto. A entrevista está disponível em http://www.ruc.pt/2015/02/04/empresa-do-ipn-desenvolve-proteses-com-sensores-de-movimento/



Sensing Future Technologies
Com arranque em 2012, e instalada no incubadora de empresas do Instituto Pedro Nunes, a Sensing Future Technologies concebe, desenvolve e implementa dispositivos médicos numa sinergia única entre a Engenharia e a Saúde, criada por profissionais com grande experiência e conhecimentos no domínio das Engenharias Mecânica, Electrónica e Informática. A integração em projetos de investigação Europeus aliada a importantes sinergias desenvolvidas com profissionais de saúde, permitem à Sensing Future definir novas especificações técnicas e criar novos dispositivos médicos. Nesta fase a Sensing Future Technologies apresenta dois produtos no mercado: o PhysioSensing e o smartherapy. O PhysioSensing é um dispositivo, composto por uma cadeira e plataforma de forças, de apoio às atividades de reabilitação física tendo como base medição de força e Biofeedback Visual para utente e profissional de saúde para reabilitação precoce do AVC. O smartherapy é uma aplicação de registo clínico baseada na Classificação Internacional de Funcionalidade da Organização Mundial de Saúde.
www.sensingfuture.pt
 
Inserido em 11-02-2015
Temas relacionados <Geral>  <Incentivos>  <Incubadora